5 doenças raras que transformam as pessoas em verdadeiros X-Men

Fonte: Mistérios do Mundo

Ser diagnosticado com qualquer doença incurável já é um infortúnio, mas a sociedade, por algum motivo, considera os diagnósticos de doenças raras como um tipo especial de destino sombrio. Mas às vezes – a cada um em milhões – uma pessoa é atingida por uma doença tão rara, tão peculiar e tão estranhamente benéfica que quase poderia ser considerada um superpoder em vez de um problema debilitante.

É o caso das condições a seguir – veja só 5 doenças raras que transformam as pessoas em verdadeiros X-Men:

5 – Supermemória

A hipertimesia ou Síndrome da Supermemória é uma condição em que uma pessoa se lembra de uma vasta quantidade de números de suas experiências de vida em detalhes. Existem apenas 60 pessoas no mundo diagnosticadas com a síndrome. Os pacientes conseguem dar uma descrição detalhada de qualquer dia de sua vida – até mesmo de sua infância. Eles podem recitar passagens de livros que leram há muitos anos, bem como notícias de qualquer dia de qualquer ano.

As pessoas que sofrem de hipertimesia, no entanto, não conseguem distorcer/alterar suas memórias ou momentos desagradáveis que gostariam de esquecer. Elas se lembram de tudo.

A BBC contou a história de Rebecca Sharrock, uma escritora australiana que se lembra de detalhes minuciosos desde seus 7 anos de idade. Sua memória é única: ela recita passagens de Harry Potter aleatoriamente sem errar uma palavra. No entanto, ela não considera sua super memória uma “bênção” e diz que sofre de dores de cabeça, insônia e cansaço rapidamente.

4 – Insensibilidade à dor

Analgesia congênita é uma condição na qual uma pessoa não sente dor física. Surpreendentemente, apesar da raridade desta síndrome, 40 casos foram identificados em uma aldeia na Suécia.

À primeira vista, parece que é um verdadeiro superpoder, porque a síndrome não afeta nem a saúde mental nem a aparência da pessoa. A pessoa simplesmente não sente dor alguma. O perigo da doença, no entanto, reside no fato de que um paciente pode não perceber doenças e acidentes que causam dor. Isso é especialmente perigoso para as crianças pequenas que podem se machucar enquanto brincam, danificar a córnea do olho, morder um pedaço da língua ou não notar um osso quebrado.

3 – Capacidade de fazer praticamente tudo

A síndrome de Savant, também conhecida como síndrome do sábio, é uma condição rara específica para indivíduos com distúrbios de neurodesenvolvimento, como autismo e síndrome de Asperger. Pessoas com essa condição são extremamente talentosas em música, pintura, cálculos, cartografia e construção de modelos 3D.

Os Savants podem calcular instantaneamente multiplicações de números de 3 dígitos ou dizer que dia da semana seria, por exemplo, 5 de maio de 3017. Stephen Wiltshire desenhou um mapa detalhado de Londres depois de apenas um voo sobre a cidade.

Muitas pessoas chamam essas pessoas de gênios. Mas, apesar de suas grandes capacidades, os pacientes podem demonstrar problemas mentais. Um famoso exemplo de um Savant é Forrest Gump, do romance de Winston Groom.

2 – Insensibilidade ao frio

Além das pessoas que não sentem dor, há pessoas que não sentem frio. Por exemplo, Wim Hof ​​é um holandês que intrigou os médicos com sua capacidade de resistir ao frio extremo. Ele ficou imerso no gelo por 120 minutos, escalou o Monte Branco vestindo nada além de shorts e até mesmo nadou sob o gelo de reservatórios congelados.

Especialistas afirmam que ele é um fenômeno único, mas o próprio Wim acha que a capacidade de suportar o frio é resultado de seu treinamento.

1 – Ausência completa de medo

A doença de Urbach-Wiethe é um distúrbio genético raro que leva a uma completa ausência de medo. Apenas 300 casos são conhecidos e um quarto deles ocorreu na África do Sul.

O paciente mais famoso que “não conhece o medo” é uma mulher americana com o nome S.M. (estas iniciais foram dadas a ela para preservar seu anonimato). Pesquisadores tentaram assustá-la de diferentes maneiras: colocaram aranhas venenosas e cobras perto dela, fizeram ela assistir filmes de terror e a trancaram em casas assombradas. Todas as tentativas foram em vão.

Além disso, a própria S.M. contou sobre situações assustadoras que não a assustaram: uma delas sendo uma noite em que foi atacada com uma faca em um caso de violência doméstica, após o qual ela quase não sobreviveu. O chefe do grupo de pesquisa acha surpreendente que a mulher ainda esteja viva, pois perdendo sua capacidade de avaliar o perigo, fica muito mais vulnerável a ele.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s