A Amazon vai passar a fazer vendas diretas no Brasil, e isso deve chacoalhar bem a concorrência

Fonte:Gizmodo

A Amazon já está no Brasil há um tempo e foi introduzindo seus serviços por aqui no sapatinho. Primeiro, o Kindle em 2014. Depois, livros físicos, seguido do marketplace, que permite que várias empresas ou indivíduos vendam itens na plataforma da empresa. A partir desta terça-feira (22), a gigante do varejo vai passar a fazer vendas diretas e entregas, mas o que isso significa?

A Amazon vai passar a competir em pé de igualdade com boa parte das varejistas que temos atuando no país. Isso significa que a companhia vai ter um estoque de itens (fora os livros que já estão disponíveis há um tempo) e usar um sistema de logística para entregar aos consumidores. Nos EUA, a varejista é conhecida justamente por isso: conseguir vender produtos a preços agressivos e com entrega rápida — em alguns casos, até no mesmo dia.

A empresa promete por aqui realizar uma entrega expressa, que estará disponível nas regiões metropolitanas de São Paulo, Belo Horizonte, Curitiba e Rio de Janeiro. Ao comprar um produto vendido pela Amazon, a plataforma fará sugestões do tipo: “compre este item em até 8 horas e você receberá até 31 de janeiro”. Em alguns casos, é prometido entregas em até dois dias.

Neste início de operação, a Amazon vai oferecer 20 milhões de produtos de 12 categorias (brinquedos, eletrônicos, beleza, cuidados pessoais, entre outros). A boa notícia é que em alguns casos vai rolar frete grátis:

Compras de livros e videogames a partir de R$ 99
Compras de outras categorias a partir de R$ 149

No que diz respeito a condições de pagamento, a empresa recentemente passou a oferecer pagamento via boleto bancário e e existe o parcelamento em até 10x sem juros no cartão de crédito.

Para atender a demanda, a Amazon montou um centro de distribuição gigante em Cajamar (SP) que tem 47 mil metros quadrados, o que equivale a 10 campos de futebol.

Crédito: Amazon

Competição acirrada

Durante a tarde de segunda-feira (21), um relatório do banco BTG já dava conta do início da operação da venda direta no Brasil. Só a divulgação do documento fez com que as ações das principais varejistas brasileiros (B2W, Magazine Luiza e Via Varejo) caíssem. Mesmo assim, o banco diz que o crescimento da Amazon não deve ser tão grande inicialmente, pois essas empresas contam com um “ecossistema completo” no país.

Estou curioso para ver o serviço pós-venda da Amazon por aqui. A empresa costuma devolver produtos sem muita burocracia e com reembolso rápido. Se houver uma operação sólida neste sentido, isso pode ser um grande diferencial nesta nova operação.

O início da venda direta de produtos pela Amazon já era esperada há um tempo e deve dar uma boa chacoalhada no mercado brasileiro. Confesso que estou ansioso para saber como será a Black Friday e a briga pelos melhores preços durante a grande data do varejo brasileiro. Que comecem os jogos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s