Porque é quase impossível recuperar o corpo de norte-americano morto na Índia

Fonte: Yahoo

Um habitante da ilha Sentinela do Norte, fotografado pela guarda costeira indiana em 28 de dezembro de 2004

Segundo reportagem da BBC, agentes da polícia indiana tiveram um encontro tenso com a tribo isolada da Ilha Sentinela do Norte. Segundo testemunhas, o local foi palco do assassinato do jovem norte-americano, John Allen Chau, 27. Os agentes de segurança tentavam resgatar o corpo do jovem, mas desistiram da missão após perceberem um grupo de homens armados de arcos e flechas na praia.

“Eles ficaram olhando para nós e nós estávamos olhando para eles”, disse à agência de notícias AFP o diretor-geral da polícia no arquipélago, Dependra Pathak. Tentar recuperar o corpo do jovem é uma operação extremamente complicada porque a tribo que habita a ilha é uma das mais isoladas do mundo.

Avião explode em pouso e mata quatro pessoas em Minas Gerais
Sobrinho-neto confessa que matou idosa de 106 anos no Maranhão
Magno Malta é processado por associar homem inocentado à pedofilia

Conforme o relato de pescadores locais, os aborígenes enterraram o corpo do jovem na praia. “Nós mapeamos a área com a ajuda desses pescadores, ainda não vimos o corpo, mas sabemos mais ou menos a área onde se acredita que ele foi enterrado”, disse o chefe da polícia regional.

Para tentar recuperar o corpo de Chau, o governo indiano procurou ajuda de especialistas. Estima-se que existem apenas entre 50 a 150 nativos na localidade. Um dos principais riscos é a possibilidade de contaminação. “Sem imunidade, qualquer vírus pode matar toda a tribo”, diz o editor da BBC em Delhi, Ayeshea Perera.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s