Cotas: Bolsonaro conduzirá revisão da ação afirmativa que, para ele, ‘reforça o preconceito’

Fonte: Yahoo

Estudantes de escolas particulares protestam em 2012 contra a criação da Lei de Cotas.
Estudantes de escolas particulares protestam em 2012 contra a criação da Lei de Cotas.

Responsável por conduzir a revisão da Lei de Cotas em 2022, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) já sinalizou que pode “acabar” com as cotas raciais. Caberá justamente ao governo do capitão reformado do Exército fazer um balanço dos resultados e ampliar ou reduzir as ações afirmativas, dar continuidade ou não à política de cotas.

Com 15 anos de implantação no Brasil, o instrumento de inclusão social e de reparação de uma dívida histórica já foi considerado “coitadismo” por Bolsonaro. A três dias do segundo turno das eleições, ele afirmou que a medida que tem a missão de combater o racismo e a desigualdade que atingem a população negra “reforça” o preconceito.

“Reforçam, sem a menor dúvida [o preconceito]. Isso não pode continuar existindo, tudo é coitadismo. Coitado do negro, coitada da mulher, coitado do gay, coitado do nordestino, coitado do piauiense. Tudo é coitadismo no Brasil. Vamos acabar com isso”, disse em entrevista a uma rádio do Piauí, em 24 de outubro.

Tudo é coitadismo no Brasil. Vamos acabar com isso.Jair Bolsonaro

Para José Jorge de Carvalho, professor do departamento de Antropologia da UnB (Universidade de Brasília) e um dos criadores do sistema de cotas da universidade, dizer que a ação afirmativa reforça o preconceito é um “argumento fraco do ponto vista histórico e sociológico”.

“A demanda pelas cotas é uma demanda da população negra, uma decisão coletiva de busca pela igualdade racial por meio de um direito que foi negado na época da abolição da escravidão. Quando falam de vitimismo, estão dizendo que não precisam perguntar aos negros, ou seja, estão silenciando os negros.”

Bolsonaro diz ser a favor apenas das cotas sociais, com reserva de vagas à população de baixa renda. Em entrevista ao programa Roda Viva (TV Cultura), em 30 de julho, ele disse que poderá propor a redução do percentual de vagas destinadas aos negros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s