Suíça, Pernambuco e o Brasil, uma longa história

Fonte: Folha PE

Diversos órgãos, entidades e empresas da Suíça têm contribuído com o desenvolvimento econômico e social do Nordeste
Consulado Honorário da Suíça em Pernambuco fica em casa histórica na rua de São Bento, 301, em Olinda

Consulado Honorário da Suíça em Pernambuco fica em casa histórica na rua de São Bento, 301, em OlindaFoto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

Os suíços foram os primeiros imigrantes europeus a se estabelecerem no Brasil, depois dos portugueses, chegaram ao Brasil entre 1819-1820, oriundos do cantão de Friburgo. Dom João VI batizou o lugar de Nova Friburgo, no Rio de Janeiro. Os colonos suíços foram atraídos para as serras do Rio de Janeiro pelo rei Dom João VI, com o intuito de povoar a região fluminense e europeizar a região das serras.

Atualmente, a comunidade Suíça, jurisdição do Consulado Honorário da Suíça, sediado em Olinda, compreende os estados de Pernambuco, Paraíba, Alagoas, Rio Grande do Norte e conta com a presença de, aproximadamente, 600 cidadãos suíços. Além do consulado, existem diversos órgãos, entidades e empresas que tem contribuído com o desenvolvimento econômico e social do Nordeste.

A Sociedade Suíça de Beneficência de Pernambuco, fundada em 1875 pelos primeiros imigrantes que vieram ao nosso estado, tem sido atuante em atividades diversas, tais como a celebração do Dia Nacional da Suíça, em 1º de agosto, e assistência aos cidadãos suíços em eventuais situações que não são de alçada do Governo Suíço. Uma casa histórica na rua de São Bento, 301, Cidade Alta Olinda, sedia o atual Consulado Honorário da Suíça em Pernambuco sendo o cônsul honorário o Sr. Rodolfo Fehr.

Vale a pena mencionar os projetos comerciais e industriais que a Suíça e seus empresários tem desenvolvido nos estados que abrangem a jurisdição deste consulado. São eles:

Vensosan Brasil, presente no Brasil desde 1995, trouxe para o nosso mercado, a qualidade Suíça e o que há de mais moderno na fabricação de meias compressivas medicinais. A Vensosan Brasil, em março de 2007, inaugurou sua nova fábrica em Abreu e Lima, Pernambuco, onde produz toda a linha de meias medicinais e de prevenção, além de distribuir produtos importados.

Outra empresa Suíça, presente na região desde 1993, a Norvinco – Indústria de Embalagem Nordeste, conquistou grandes clientes nacionais e multinacionais, graças à construção de importantes diferenciais competitivos com embalagens e soluções em papelão ondulado e outros.

A Suíça TWS é uma empresa atuante no segmento de incorporações, construção civil e mercado imobiliário de luxo no Brasil. Está estabelecida na cidade de João Pessoa, na Paraíba. É uma afiliada da TWS Participations S.A., uma holding sediada em Genebra, na Suíça.

Desde 2005, o grupo vem pesquisando o mercado brasileiro e descobriu no Nordeste o maior potencial de investimento imobiliário do país. Temos ainda um projeto pioneiro, uma iniciativa do suíço Pierre Landolt a mais de 35 anos de Brasil., com ramificações na produção de frutas, queijos e laticínios sustentáveis em Patos, na Paraíba.

Ainda em instalação, temos a Ruag, fábrica de projéteis para o Exército Brasileiro e de material bélico de alta precisão.

Duas ações sociais que merecem destaque são a Caritas Suíça que está envolvida em projetos de apoio no sertão do estado, biocombustíveis para catadores em Abreu e Lima e Crianças de rua no Recife e a RecifEscola com atuação em Recife e em Zurique, beneficiando crianças, fundada em 1997 e realizou como primeira meta a construção de uma escola em Igarassu (próximo a Recife) impactando desde então mais de 6.000 crianças/alunos.

“As palavras são pequenas; os exemplos são gigantes”. Provérbio suíço

*Empresário há 35 anos e Presidente do Iperid (primeiro THINK TANK do Nordeste) – Instituto de Pesquisa Estratégica em Relações Internacionais e Diplomacia, Rainier Michael tem ampla experiência em trocas internacionais. O trabalho realizado por ele junto ao consulado esloveno, e designado “Diplomacia Econômica”, interpreta sob uma visão humana o desenvolvimento e o crescimento do Nordeste. Paulista de nascença, Michael se mudou para Pernambuco há dez anos, quando seus negócios no Estado cresceram de forma a tornar indispensável sua presença aqui. Seu comparecimento nos mercados pernambucanos, entretanto, é mais antigo do que isso. Antes de assumir o consulado, já era representante da DBG – Sociedade Brasil-Alemanha no Nordeste. É destacável, também, sua atuação enquanto presidente do Rotary Club Recife Boa Viagem.

Um comentário em “Suíça, Pernambuco e o Brasil, uma longa história

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s