Coreia do Norte mantém produção de armas nucleares, diz relatório

Fonte: Jovem PanA Coreia do Norte estaria reforçando 13 instalações secretas utilizadas para armazenar, principalmente, armas nucleares

A Coreia do Norte continua desenvolvendo seu programa de armamentos nucleares de maneira secreta, apesar das negociações realizadas há meses com os Estados Unidos. As informações são de relatório divulgado nesta terça-feira (13) realizado pelo Centro de Estudos Internacionais e Estratégicos (CSIS).

O documento revela que, mesmo com as conversas entre o presidente dos EUA,Donald Trump, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, o regime está reforçando 13 instalações secretas utilizadas para armazenar, principalmente, armas nucleares.

Algumas dessas bases estão sendo ampliadas, segundo o CSIS. Outra das melhorias é a construção de vias de acesso ao local.

O relatório inclui fotos de satélite que permitem ver que o governo da Coreia do Norte realizou uma série de melhorias nas instalações, que, segundo o CSIS, “possibilitariam o lançamento de mísseis em caso de urgência”.

As informações representam um golpe para Trump, que nos últimos meses tem se vangloriado dos progressos alcançados na desnuclearização da Coreia do Norte após ter se reunido com Kim em junho, em Singapura. Depois do encontro, Kim adotou uma série de gestos em prol do diálogo, desativando, por exemplo, a base de mísseis de Sohae, no noroeste do país.

“O desmantelamento da estrutura de lançamento de satélites de Sohae por parte da Coreia do Norte, apesar do grande impacto midiático, obscurece a ameaça militar contra as forças dos EUA e da Coreia do Sul, procedente de outras bases de lançamento de mísseis balísticos não declarados”, concluiu o CSIS no relatório.

Kim se comprometeu a abandonar o programa nuclear e mostrou disposição para aceitar a realização de inspeções de órgãos internacionais em troca de concessões por parte dos EUA.

No entanto, nas últimas semanas, as negociações esfriaram. A Coreia do Norte considera que adotou vários passos que não foram correspondidos de forma adequada pela Casa Branca. Trump não diminuiu as sanções contra o país e nem cancelou as manobras militares conjuntas com a Coreia do Sul, consideradas como provocação por Kim.

*Com informações da Agência EFE.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s