Este iceberg que acabou de se soltar da plataforma de gelo Larsen C é incrivelmente geométrico – Gizmodo Brasil

Fonte:UOL

Eis algo que não se vê todos os dias: um iceberg tão inacreditavelmente geométrico em sua forma que você imaginaria que ele foi deliberadamente esculpido com uma motosserra gigantesca. Cientistas já documentaram esse tipo de coisa anteriormente, mas esse iceberg mais recente, que se separou da plataforma de gelo Larsen C, é um exemplo bem extraordinário.

• A NASA capturou imagens incríveis do gigantesco iceberg da Antártica
• Mais um iceberg gigante se soltou da Antártida

O que você vê na imagem acima é um iceberg tabular. Diferentemente dos icebergs não-tabulares, como aquele de forma irregular que afundou o Titanic, esses pedaços de gelo são distinguidos por seu topo plano, suas laterais íngremes e, às vezes, por seu tamanho massivo. Em sua forma maior, os icebergs tabulares podem se estender por centenas de quilômetros em comprimento, alcançando várias dezenas de metros acima da superfície.

(“Do voo da #IceBridge de ontem: um iceberg tabular pode ser visto à direita, flutuando entre o gelo do mar perto da plataforma de gelo Larsen C. Os ângulos agudos e a superfície plana do iceberg indicam que ele provavelmente se separou recentemente da plataforma de gelo.”)

Cientistas da NASA avistaram esse iceberg na Antártida em 16 de outubro, como parte do programa Operation IceBridge — uma missão em andamento para monitorar regiões polares e rastrear o sistema climático do planeta.

Os icebergs tabulares são restos de eventos de separação, em que uma grande faixa de gelo se liberta de uma plataforma de gelo. Nesse caso, um iceberg estranhamente quadrado partiu da Larsen C, a mesma plataforma de gelo que produziu o gigantesco iceberg A-68 em julho do ano passado. Com base em suas bordas relativamente lisas e suas condições primitivas, esse iceberg provavelmente se separou recentemente, de acordo com a NASA.

Em entrevista ao LiveScience, a cientista Kelly Brunt, da Universidade de Maryland, comparou eventos de separação com uma unha grande que uma hora quebra na ponta: o processo frequentemente resulta em bordas geométricas aparentemente perfeitas. Esse iceberg ainda não foi medido, mas Brunt diz que ele tem cerca de 1,6 quilômetro de comprimento, o que não é particularmente grande. Em comparação, a superfície do iceberg A-68 media cerca de 5,8 mil quilômetros no momento da separação. Brunt acrescentou que apenas cerca de 10% da massa do iceberg é visível, com o resto estando submerso. Portanto, o que você vê aqui é só, bom, você sabe… a ponta do iceberg.

Está claro que essa imagem não nos conta a história completa. É difícil que o iceberg inteiro seja perfeitamente geométrico em toda sua extensão. Mas quem se importa? A foto já é um clássico instantâneo.

[NASA via LiveScience]

Imagem do topo: NASA/IceBridge

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s