SPIC apresenta oferta por Santo Antonio

Fonte: VALOR

Divulgação/PAC

A chinesa State Power Investment Corporation (SPIC) fez uma proposta formal pelo controle da Madeira Energia (Mesa), concessionária da megausina de Santo Antonio, antecipou o Valor PRO, serviço em tempo real do Valor, na tarde de sexta-feira. Segundo fontes, a oferta foi feita para o bloco de controle da companhia, composto por Odebrecht, Cemig e Andrade Gutierrez, que somam cerca de 59% de participação na concessionária. Furnas, que tem 41% das ações, não deve vender.

A oferta avalia 100% do capital da companhia em R$ 9,8 bilhões. Contudo, desse valor só o proporcional a R$ 3,5 bilhões será recebido pelos vendedores no ato do negócio. O pagamento do restante, pela SPIC, está vinculado a várias ocorrências futuras, em especial, regulatórias. O recebimento pelos vendedores pode levar de cinco a sete anos, segundo o Valor apurou. Além de comprar o controle, a chinesa assumirá a dívida de Santo Antônio, que soma R$ 15 bilhões.

Nesta semana, Odebrecht, Cemig e Andrade Gutierrez devem assinar uma carta se compromentendo com a negociação.

Após a oferta, os sócios já iniciaram uma conversa com o BNDES, credor de R$ 10 bilhões, para suspender o pagamento do serviço dessa dívida – considerado fundamental para que tenham tempo de fechar um acordo. A ideia é que a renegociação da dívida de fato seja feita já pela SPIC.

A Santo Antonio já vinha tratando com o BNDES do alongamento de prazos e redução das parcelas. Além de alongar a dívida até 2040, o acordo com o banco elevaria o custo da dívida, reduzindo o valor do ativo. O Valor antecipou, no início do mês, que a SPIC se preparava para fazer a oferta o mais rapidamente possível, antes da conclusão das negociações com o BNDES.

A geração de caixa da companhia não é suficiente para pagar o serviço da dívida e as demais obrigações, que incluem, por exemplo, a exposição ao risco hidrológico. Sem a reestruturação, os sócios precisariam fazer aportes sucessivos para evitar um pedido de recuperação judicial. A oferta da SPIC, porém, pode oferecer uma nova saída para o negócio.

A expectativa é que as partes assinem um contrato de exclusividade pelos próximos quatro a cinco meses e a chinesa faça uma diligência “afirmativa”, para confirmar e verificar uma investigação já realizada há mais de um ano. A partir dela, a SPIC definirá também o valor do aporte de capital que fará do negócio.

A concessionária, por sua vez, tem pressa em concluir o negócio, devido à situação financeira delicada que enfrenta. Apesar de gerar caixa desde que a hidrelétrica entrou em operação, os recursos não são suficientes para pagar todos os seus compromissos. Ao fim de junho, além da dívida financeira, a Santo Antonio Energia estava com a conta do capital de giro negativa em R$ 992,5 milhões e a relação entre dívida líquida e Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) em 13,13 vezes – ante a média de 2,5 vezes no setor de geração de energia.

Até o fim do mês, a empresa está em situação relativamente estável, pois acabou de receber um aporte de R$ 261 milhões dos sócios. Os recursos foram usados, em parte, no pagamento de passivos no mercado de curto prazo de energia. Na semana que vem, acontece outra liquidação do mercado à vista, na qual, mais uma vez, Santo Antonio precisará fazer pagamentos.

Sem um acordo com o BNDES para suspender os pagamentos da dívida, a empresa pode enfrentar nova crise em novembro. O caixa gerado é praticamente exaurido com o pagamento mensal de juros ao banco de desenvolvimento estatal, fazendo com que não restem recursos para outros compromissos, como a energia de curto prazo e a tarifa de transmissão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s