Trump ameaça retirar recursos de ajuda a Honduras se caravana chegar aos EUA

Fonte: G1

Cerca de mil hondurenhos deixaram em caravana a cidade de San Pedro Sula, no norte do país.
Caravana de hondurenhos chegaram à fronteira entre Honduras e Guatemala, em Agua Caliente, na Guatemala, na segunda-feira (15)  — Foto: Jorge Cabrera/ Reuters

Caravana de hondurenhos chegaram à fronteira entre Honduras e Guatemala, em Agua Caliente, na Guatemala, na segunda-feira (15) — Foto: Jorge Cabrera/ Reuters

 

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou retirar “imediatamente” os fundos de ajuda oferecidos a Honduras caso a caravana hondurenha de migrantes que saiu na sexta-feira não pare antes de chegar ao território americano.

“Os EUA informaram firmemente ao presidente de Honduras [Juan Orlando Hernández] que, se a grande caravana de pessoas que segue rumo aos EUA não parar e retornar a Honduras, não dará mais dinheiro nem ajuda a Honduras, com efeito imediato”, alertou Trump pelo Twitter nesta terça-feira.

Na sexta-feira (12), cerca de mil hondurenhos começaram uma caravana que saiu de San Pedro Sula, no norte de Honduras, com a meta de chegar aos Estados Unidos. Eles são motivados pela falta de segurança e pela busca de melhores condições de vida. O número de participantes teria subido para 2 mil, segundo o jornal “The Washington Post”.

O governo do México lembrou que os migrantes que quiserem entrar no território mexicano precisarão cumprir a legislação vigente e realizar os trâmites nos consulados.

Reportagem do “The Washington Post” afirma que o governo de Trump estuda medidas contra grupos de migrantes que cheguem à fronteira dos EUA com o México. As separações de menores imigrantes dos parentes que os acompanham poderiam voltar a acontecer.

Presidente dos EUA, Donald Trump, deu entrevista na Casa Branca, em Washington, nesta terça-feira (9)  — Foto: Evan Vucci/AP

Presidente dos EUA, Donald Trump, deu entrevista na Casa Branca, em Washington, nesta terça-feira (9) — Foto: Evan Vucci/AP

 

Com a ameaça desta terça ao governo hondurenho, Trump tenta evitar que se repita a situação vivida em março com outra caravana migrante que percorreu o México para chegar aos EUA.

Naquele caso, a cidade mexicana de Tapachula foi o ponto de partida de um grande grupo de migrantes centro-americanos que também partiu rumo aos Estados Unidos com cerca de 1.200 participantes.

Essa iniciativa se repete a cada ano, da última vez a caravana provocou momentos de tensão diplomática entre EUA e México depois que Trump a criticou e disse que deveria ser interrompida.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s