A CEO de 36 anos que tem 96% de aprovação de seus funcionários

Fonte: ÉPOCA

Lynsi Snyder é presidente da rede de fast food In-N-Out. A empresa está entre os melhores lugares para se trabalhar nos EUA desde 2015
Lynsi Snyder, CEO da rede de fast food americana In-N-Out (Foto: Reprodução/youtube)
Lynsi Snyder, CEO da rede de fast food americana In-N-Out (Foto: Reprodução/youtube)

Os funcionários da rede de fast food americana In-N-Out amam a sua chefe. Nesta semana, 96% dos funcionários deram a Lynsi Snyder, a presidente da rede, uma avaliação positiva no site Glassdoor. O sucesso da CEO não para por aí. Neste ano, o site a escolheu como a quarta melhor CEO dos Estados Unidos. A empresa também está entre os melhores lugares para se trabalhar desde 2015.

Lynsi Snyder também apareceu recentemente em uma reportagem da Forbes, que tenta explicar a razão do amor dos funcionários da rede. Segundo a Forbes, os gerentes do In-N-Out estão, em média, há 17 anos na empresa e ganham mais do que um dentista ou contador na Califórnia. Os funcionários ganham US$ 13 (R$ 49) por hora e têm plano de saúde.

As avaliações no Glassdoor também citam hambúrgueres grátis, tempo de folga razoável e plano de aposentadoria. Ou seja: a rede paga bons salários, dá benefícios aos funcionários e a chance de crescerem na empresa.

“É muito importante para mim que o In-N-Out Burger seja um bom empregador, porque valorizo muito nossos colaboradores”, disse Lynsi Snyder em uma entrevista em 2017. “Eles são a razão do nosso sucesso, e merecem gostar de vir trabalhar, se sentir valorizados e tratados como família, pois é assim que os considero”.

Além disso, Lynsi sabe bem como é o trabalho no restaurante. Quando ela tinha 18 anos, trabalhou em uma das unidades da rede em Redding, na Califórnia. Ela também trabalhou no departamento administrativo da empresa antes de receber o cargo de presidente, em 2010, quando tinha 27 anos.

À Forbes, ela ressaltou a importância de preservar a cultura da In-N-Out. Foram seus avós que fundaram o primeiro restaurante da rede, em 1948. “Para isso, preciso ser uma protetora, uma guardiã”, afirmou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s