EUA identificam 221 tipos raros da ‘bactéria pesadelo’, aquela resistente a tratamento

Fonte: G1

Especialistas também identificaram bactérias com genes especiais, que ajudam a espalhar a capacidade de resistir à terapia para outros micro-organismos.
Imagem de microscopia eletrônica mostra bactéria multiresistente da pneumonia interagindo com uma célula de defesa humana  — Foto:  Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (NIAID)/EUA
Imagem de microscopia eletrônica mostra bactéria multiresistente da pneumonia interagindo com uma célula de defesa humana — Foto: Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (NIAID)/EUA

Em estudo nacional, o Centro de Controle de Doenças dos EUA identificou 221 formas incomuns da chamada “bactéria pesadelo”, que não responde ao tratamento da maioria dos antibióticos. Alguns desses micro-organismos também possuíam genes com capacidade de transmissão da resistência.

“O estudo encontrou vários patógenos perigosos que podem causar infecções difíceis ou impossíveis de tratar”, disse Anne Schuchat, vice-diretora do CDC, em nota.

“Especialistas estão conseguindo identificar e parar essas bactérias antes que elas se espalhem.”

O CDC classifica como “bactérias pesadelo incomuns” aquelas que não circulam usualmente dentro do território americano. Também a capacidade de espalhar a resistência é um outro ponto que preocupa a entidade.

Nos testes feitos nos Estados Unidos, 1 em cada dez pessoas sem sintomas apresentavam germes resistentes a tratamento que tinham poder de se espalhar facilmente. Também 1 em cada 4 germes testados possuía esses “genes especiais” que possibilitam a transmissão da resistência.

Segundo o CDC, mais de 23.000 americanos morrem anualmente por bactérias resistentes a antibióticos.

Os Estados Unidos fazem um mapeamento periódico de germes circulantes para verificar o potencial de espalhamento daqueles cujo tratamento é mais difícil — assim, centros de saúde podem se antecipar para o rápido isolamento e tratamento de pacientes que carregam esse tipo de patógeno.

O CDC tem distribuído testes para departamentos de saúde para que eles consigam identificar esses micro-organismos mais rapidamente

Também, depois da identificação da bactéria, o CDC recomenda que investigações sejam colocadas em curso para identificar a presença do agente resistente no ambiente.

A lavagem das mãos, principalmente em hospitais, é uma recomendação para todos. Segundo a entidade, a lavagem deve ser associada ao uso de álcool gel para minimizar a contaminação. Cortes também devem ser protegidos até que estejam totalmente curados.

João Amoêdo (Novo) tem 3%; Alvaro Dias (Podemos) e Henrique Meirelles (MDB) têm 2% cada um; Guilherme Boulos (PSOL), 1%; Cabo Daciolo (Patriota), Vera (PSTU), João Goulart Filho (PPL) e Eymael (DC) não pontuaram.
Confira os números da pesquisa por segmento. Levantamento foi feito nos dias 22 e 23 de setembro e ouviu 2.506 eleitores.
Eleição em Números Eleições 2018
De acordo com delegado, possível participação de organização criminosa será investigada.
Coligação afirma que houve ameaças após mensagens nas redes sociais vincularem Manuela ao atentado a Bolsonaro. PF informou que somente o candidato a presidente recebe segurança.
Ele disse que matou a mulher durante uma divergência porque ele queria sair de casa para usar drogas. Jovem foi encontrada morta no dia 19 deste mês em Barra do Garças.
Decisão judicial agora vai decidir o destino do bebê. Adolescente também não está amamentando, porém, cuidando muito bem da menina, ressalta conselheira.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s