UNESCO nomeia assistente social Marlova Noleto como representante da agência no Brasil

Fonte: ONU BR

A diretora-geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), Audrey Azoulay, nomeou na sexta-feira (20) a assistente social brasileira Marlova Jovchelovitch Noleto como diretora do escritório da UNESCO em Brasília e representante da UNESCO no Brasil. Ela já ocupava o cargo interinamente desde maio do ano passado, e foi a candidata selecionada por meio de processo seletivo para assumir oficialmente a função.

Marlova é mestre em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS). Foi bolsista da Fundação Kellogs e da Eisenhower Exchange, tendo participado de um programa acadêmico de intercâmbio profissional nos Estados Unidos para aprofundar seus conhecimentos sobre combate à pobreza, políticas sociais e educacionais, responsabilidade social e filantropia.

 

Marlova Jovchelovitch Noleto foi nomeada diretora do Escritório da UNESCO em Brasília e representante da UNESCO no Brasil. Foto: UNESCO/Mila Petrillo

A diretora-geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), Audrey Azoulay, nomeou na sexta-feira (20) a assistente social brasileira Marlova Jovchelovitch Noleto como diretora do escritório da UNESCO em Brasília e representante da UNESCO no Brasil. Ela já ocupava o cargo interinamente desde maio do ano passado, e foi a candidata escolhida por meio de processo seletivo para assumir oficialmente a função.

Marlova é mestre em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS). Foi bolsista da Fundação Kellogs e da Eisenhower Exchange, tendo participado de um programa acadêmico de intercâmbio profissional nos Estados Unidos para aprofundar seus conhecimentos sobre combate à pobreza, políticas sociais e educacionais, responsabilidade social e filantropia.

Aprofundou seus estudos sobre o Estado de bem-estar social na Suécia, como bolsista da Federação Sueca de Assistentes Sociais, e completou o treinamento executivo em Administração Pública no Instituto de Administração Pública de Nova Iorque. Em sua carreira acadêmica, por dez anos, lecionou na Faculdade de Serviço Social da PUC-RS as disciplinas de Teoria e Metodologia do Serviço Social.

Foi presidente do Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS), órgão máximo de deliberação da Política Nacional de Assistência Social (PNAS), e responsável pela concessão dos certificados de filantropia nas áreas de Educação, Cultura, Saúde e Assistência Social.

Trabalhou na Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (FAMURS), no Governo do Estado do Rio Grande do Sul e na antiga Fundação Estadual para o Bem-Estar do Menor (FEBEM) do mesmo estado. Foi Conselheira da Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho, da Fundação Abrinq e do Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social (IDIS), entre outros.

Em 1997, ingressou no Sistema ONU no Brasil como oficial de programas de Políticas Públicas e Direitos da Criança do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

Em 1999, entrou na UNESCO no Brasil como oficial de projetos e, em 2002, assumiu a coordenação do Setor de Ciências Humanas e Sociais. Em 2012, tornou-se diretora da Área Programática, para coordenar a implementação do programa, promovendo a intersetorialidade das cinco áreas programáticas da UNESCO – Educação, Ciências Humanas e Sociais, Ciências Naturais, Cultura, e Comunicação e Informação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s