Deus é brasileiro e o Sol nordestino da gema, podemos gerar energia limpa para todos.

påskesol.jpgTemos uma posição privilegiada em relação a grande maioria dos países do mundo. A fonte de energia mais barata e renovável , o Sol, totalmente ao nosso favor, emitindo radiação maior que em muitos países líderes nesta tecnologia. No entanto a usamos muito pouco, principalmente quando comparado aos países que investem nesta tecnologia há décadas, ainda que possuam menos de 60% de aproveitamento do sol, como a Alemanha, onde mais de 35% da energia é solar.

Menos de 1% da energia produzida no Brasil é solar e a maioria da população ainda liga essa inesgotável fonte apenas ao aquecimento de agua.

Com a abertura do mercado de energia, Pernambuco, através do governo estadual, em iniciativa inédita, realizou leilão para impulsionar a energia solar no Estado. Foram contratados 122 MW de energia a um preço médio de R$ 228,63 MW/h. Entre as vencedoras, estão a italiana Enel Green Power e a alemã Sowitec. Mais uma vez, mostramos o nosso pioneirismo na implementação de soluções de vanguarda. Também em Fernando de Noronha, com a implantação de usina e iluminação pública solar, mas ainda estamos longe de usar este grande instrumento em larga escala.

Em Israel cerca de 70% das residências aproveitam o sol. Vale salientar que a China, que é o maior fabricante de placas e produtos solares, compra a principal matéria prima, o silício bruto, ao Brasil que tem a maior reserva do mundo e mesmo depois de muitos alertas dos nossos pesquisadores, cientistas, empresários, imprensa e técnicos durante mais de 3 décadas, só agora resolveu estimular e abrir o setor. Existem também no nosso país, pesquisadores de ponta com produtos já desenvolvidos e testados como mais eficientes que a maioria existentes no mundo, que aguardam recursos e incentivos para produção em larga escala.

Existem empresas na nossa cidade que chegam a pagar 400/500 mil por mês de energia, pontos de venda que gastam 20/40 mil e residências com 1, 2 e 3  mil reais, e as contas só aumentam, devido à crise energética e a falta de visão estratégica dos últimos governos federais. Os bancos públicos e privados oferecem financiamento com juros relativamente baixos e você sente no bolso já no primeiro mês, sem falar que o uso do ar condicionado e demais aparelhos fica mais confortável.

O poder público já poderia usar estes recursos para reduzir suas contas de luz, que em cidades de médio porte chegam a cifra de milhões de reais, bastando a substituição de postes, paradas de ônibus e geração de energia das escolas e prédios públicos por energia solar, de modo a dar exemplo, economizar o dinheiro público, que poderá ser utilizado em outras necessidades e ajudando o meio ambiente.

Não existe limitação de tamanho de empresa ou residência, urbana ou rural, para utilização da energia solar e o investimento para autogeração é muito menor que a maioria imagina e de fácil instalação, permitindo também o compartilhamento com a rede pública normal e a geração de créditos. Fabricantes do Brasil e do mundo fazem todo o projeto, instalação e adequação e ainda chegam a dar garantias de 10 a 20 anos.

O que você está esperando? Ou vai continuar pagando uma das energias mais caras do mundo?

Peça já seu orçamento com a nossa equipe!

 

Osvaldo Matos de Melo Júnior Pernambucano – Publicitário, Sociólogo e Especialista em Marketing e Comércio Exterior. Pesquisador de Segurança e Defesa, há 30 anos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s