EUA planejam limitar investimento chinês em empresas de tecnologia norte-americanas

Fonte: ÉPOCA

A medida marca novo agravamento no conflito comercial entre o presidente norte-americano, Donald Trump, e a China, o que ameaça afetar os mercados financeiras e o crescimento global
Bandeiras da China e dos Estados Unidos em poste de Washington por ocasião de visita de autoridade chinesa (Foto: Hyungwon Kang/Reuters)
Bandeiras da China e dos Estados Unidos em poste de Washington por ocasião de visita de autoridade chinesa (Foto: Hyungwon Kang/Reuters)

O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos está esboçando restrições que impedirão empresas com ao menos 25% de propriedade chinesa de comprarem companhias norte-americanas com “tecnologia industrial significativa”, afirmou no domingo uma autoridade dos EUA com conhecimento do assunto.

A autoridade, cujas declarações confirmam uma reportagem do Wall Street Journal, enfatiza que o limite de propriedade chinesa pode mudar antes que as restrições sejam anunciadas na sexta-feira.

A medida marca novo agravamento no conflito comercial entre o presidente norte-americano, Donald Trump, e a China, o que ameaça afetar os mercados financeiras e o crescimento global.

Tarifas sobre US$ 34 bilhões em bens chineses, as primeiras sobre um total potencial de US$ 450 bilhões, devem entrar em vigor em 6 de julho devido a reclamações dos EUA de que a China está se apropriando de forma indevida de tecnologia dos EUA através de regras de joint ventures e outras políticas.

As restrições de investimentos do Tesouro devem atingir setores importantes, incluindo vários que a China está tentando desenvolver como parte de seu plano industrial “Feito na China 2025”, disse a autoridade dos EUA.

O Wall Street Journal também informou que o Departamento do Comércio e o Conselho de Segurança Nacional dos EUA estão propondo controles de exportação “aprimorados” para impedir que tais tecnologias sejam enviadas à China.

Porta-vozes do Tesouro, Departamento do Comércio e da Casa Branca não responderam imediatamente a pedidos de comentários da Reuters.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s